domingo, 30 de outubro de 2011

Morrer em paz


Em 1991, dois meses antes de desaparecer.

sexta-feira, 28 de outubro de 2011

Wish Tour



remember how it used to be

when the sun would fill up the sky
remember how we used to feel
those days would never end
those days would never end
(...)
it was the sweetness of your skin
it was the hope of all we might have been
that fills me with the hope to wish
impossible things


but now the sun shines cold
and all the sky is grey
the stars are dimmed by clouds and tears
and all i wish
is gone away
all i wish
is gone away


all i wish
is gone away

Reclusão

É quando este tipo de filmes saem para a rua

 que sou mais fiel à Biblioteca.

quinta-feira, 27 de outubro de 2011

quarta-feira, 26 de outubro de 2011

sexta-feira, 21 de outubro de 2011

Nunca se desce uma rua duas vezes da mesma maneira




(Podia ter comprado cedilhas e acentos.)


Pennsylvania Station. Entrar em Nova Iorque de comboio. Ouvir o chiar nos carris. As vozes apressadas das pessoas. Os jornais que enchem as prateleiras das papelarias. Pessoas a comprar tabaco. Cheirar o fumo que há no ar. Comprar o bilhete e vê-lo chiar nas minhas mãos. Por isso é que se pode amar uma negra que nos diz que de comboio chegamos mais depressa do que no fantástico Super-Shuttle que é um mini-bus sem graça, silencioso e aclimatado, e movido a gasolina.
Entrar em Nova Iorque. Sentir o balanço do comboio que trava brusco. O revisor que vem picar o bilhete, fardado como deve. Com bigode ruivo e que avisa: "Third station."
Regressamos não sei porquê. Regressamos porque sim. E está muito bem. Porque a vida não é só razões.
Penn Station. Nova Iorque é uma cidade suja. Alguém diz. E eu concordo. Cheia de cotovelos e solas desesperadas. De fumo, alcatrão e andaimes. Cheia de jazz e cheia de tudo. Para onde olho fascinado. Continua a mesma. Adoro isso.
Mas em Bleeker Street já não vive a "Biography Bookshop".
Foi comprada por um estilista de renome que se instalou no Bairro. Como não chegava a loja de roupa e as cenas maradas que montou logo ao lado, o maricas comprou a livraria. E eu entro e já não oiço a velha campainha tinir. Felizmente deixou os livros, todos lindos.
O estilista comprou a livraria e meteu uns empregados muito queridos, aprumadinhos, penteadinhos e cheios de jeitinhos a atender. São muito queridos e penteadinhos mas como só pensam no embrulho, que vem com botãozinho e um fiozinho, e tem tudo, enganam-se na conta. Não, não são 166 dólares. São 144. Mil I'm sorrys. Muito queridos e penteadinhos. E muito admirados também, e desiludidos, quando lhes digo que não quero os livros embrulhados. Só os livros, sff. Os livros não querem pacotes. Querem ler. Quem é ele para falar assim connosco ?
A "Bleeker Records" é que está igual. Por isso compro uns discos. Não muitos, porque toca um Jay-Z nojento que me empurra para fora. É muita agressão. O empregado, careca mas de cabelos em pé, concorda comigo. Rubish.
Perto de Washington Sq. a Senhora que me vende uns quadros com capas antigas da "New Yorker" lembra-se de Portugal quando falo com ela. Gosto sempre de falar com as pessoas. Que não conheço. Com toda a gente. Vem da Virginia, mas foi a Viana. Fala-me dos pastéis da saudade (de Belém) e faz-me um desconto. Tem Parkinson, mas não se engana no preço. Lembro-me dos penteadinhos da livraria a pensarem só nos embrulhos.
Meto-me com um adepto dos Yankees que vai no metro. Vai ao jogo. Detroit Tigers vs NY Yankees. Playoffs. Quero ir com o gajo. Yankee Stadium, no Bronx. Quase vou. Quase, foda-se.
Ainda não ouvi o despertador desde que cheguei. Que malvado jet-leg. Que não me deixa a mona.
Não deve querer que me demore por cá, ou então sou eu que já não tenho pachorra para mudar as horas. Ou então é alguma mudança de idade. Ou é de não querer dormir mesmo.
Só vou lá com drunfos. E vou mesmo.

terça-feira, 18 de outubro de 2011

segunda-feira, 17 de outubro de 2011

domingo, 16 de outubro de 2011

sexta-feira, 14 de outubro de 2011

NYC is Smoking

[Union Square]


[foto de JAS]

quinta-feira, 13 de outubro de 2011

sábado, 8 de outubro de 2011

NYC is Music

Bleecker St.

Greenwich St.

E 4th St.

NYC is an Art Show


quarta-feira, 5 de outubro de 2011

PJ 20: Hell YEAH !!!

My kind of town.



Adenda: a sala de cinema fazia lembrar o melhor dos velhos cine-clubes, um Turim ou um 222, talvez um Fonte Nova (sem o centro-comercial). Sentados ao nosso lado uns gajos a fumar charros. À saída do filme entramos no metro, não sem antes passar por um corredor de putas e chulos com bófias a tirar identificações.

terça-feira, 4 de outubro de 2011

Personal collection of NYC street ads

AMOR
 (the High Line)

TOLERANCIA
  (Meatpacking District)
PARTILHA

(subway)

segunda-feira, 3 de outubro de 2011

Now Playing: Jazz com nome de Clube

Michel Camilo Trio
presenting 'Mano a Mano'


sábado, 1 de outubro de 2011

Jet - fucking - leg

La porque ontem `a noite estava bem, muito bem (na verdade), nao quer dizer que ele nao chegue.
Agora: 3.40 da manha. 12th floor de um hotel em Midtown. Quarto 1209.
Como e que se contam carneiros em ingles. Nao contam.

Galo # 1

Hotel Home fechado. Reserva cancelada.