quarta-feira, 29 de fevereiro de 2012

quinta-feira, 23 de fevereiro de 2012

El País: "Homs se desangra a la vista del mundo"

Legenda:
The mother of Mohammed Shawi, 15, grieves over his body after he was shot by a sniper in Idlib, in northwestern Syria. Farther south, security forces kept up their onslaught on the city of Homs, while calls mounted for daily cease-fires to allow in humanitarian aid. World leaders are set to meet Friday to discuss the continued violence, which on Wednesday claimed the lives of two Western journalists, including American Marie Colvin.

A Revolução não acabou


A toda a parte Chegam os vampiros
Poisam nos prédios Poisam nas calçadas
Trazem no ventre Despojos antigos
Mas nada os prende Às vidas acabadas
São os mordomos Do universo todo
Senhores à força Mandadores sem lei
Enchem as tulhas Bebem vinho novo
Dançam a ronda No pinhal do rei
Eles comem tudo Eles comem tudo
Eles comem tudo E não deixam nada

[Letra de Zeca Afonso. Morreu há 25 anos.]

quarta-feira, 22 de fevereiro de 2012

Esta é a Europa a que pertencemos


well it's been a long time, long time now
since I've seen you smile

nobody raise their voices
just another night to mourn to
nobody raise their voices
just another night to mourn to


segunda-feira, 20 de fevereiro de 2012

domingo, 19 de fevereiro de 2012

Release


I am myself
Like you somehow
I'll ride the wave
Where it takes me
(...)
Can you see me now

sábado, 18 de fevereiro de 2012

sexta-feira, 17 de fevereiro de 2012

Please fall in love


The New Lines
Tirado daqui.

girl from the north country

/

If you're traveling in the north country fair
Where the winds hit heavy on the borderline
Remember me to one who lives there
She once was the true love of mine.
 
If you go when the snowflakes storm
When the rivers freeze and summer ends
Please see if she's a coat so warm
To keep her from the howlin' winds.

Please see if her hair hangs long
If it rolls and flows all down her breast
Please see from me if her hair hangs long
That's the way I remember her best.

I'm a-wonderin' if she remember me at all
Many times I've often prayed
In the darkness of my night
In the brightness of my day.
 
So if you're travelin' in the north country fair
Where the winds hit heavy on the borderline
Remember me to one who lives there
She once was a true love of mine.


quinta-feira, 16 de fevereiro de 2012

Dedicado a quem acha muito bem emigrarmos todos para os desenvolvidos países do Norte

O Diário de um Argentino no Canadá, de João Cláudio de Sena.
Com o sotaque mais lindo que há no mundo.
Como ele, prefiro o Sul.
Obrigado, Paizão !

quarta-feira, 15 de fevereiro de 2012

O terreno começa a ficar fértil para o populismo das direitas radicais



E é isto que é perigoso, porque a História tem-nos ensinado que atrás da dormência, inércia e desgoverno das democracias, vem sempre a ordem dos Ditadores e depois a Guerra.

Debaixo de um discurso muito sedutor, verdadeiro até, esconde-se quem pretende acabar com a UE e a moeda única.
Mas na Europa ninguém parece estar atento ao germinar destas novas (não novas) falanges.

terça-feira, 14 de fevereiro de 2012

Usar os Binóculos da História

«O ano de 1929 chegou ao seu último trimestre numa atmosfera de aparente promessa de crescente prosperidade (...) Não obstante, em Outubro, uma súbita e violenta tempestade varreu Wall Street. A intervenção das agências mais poderosas não foi suficiente para parar a onda de vendas descontroladas. Um grupo constituído pelos principais bancos do país criou um fundo de mil milhões de dólares para manter e estabilizar o mercado. Tudo em vão.
Toda a riqueza em acções, acumulada tão rapidamente nos anos anteriores, pura e simplesmente desapareceu. A prosperidade de milhões de lares americanos, resultado de uma estrutura gigantesca de crédito inflacionado, subitamente provou ser apenas um fantasma. Para além da especulação nacional em acções, que até os bancos mais famosos tinham encorajado, facilitando os empréstimos, desenvolvera-se um vasto sistema de crédito para a compra de casas, mobílias, automóveis e outros inúmeros tipos de equipamento e confortos domésticos em prestações. Agora tudo desabava ao mesmo tempo. As fábricas gigantescas cairam no total caos e paralisaram. Quando ainda apenas na véspera a mais premente questão era a criação de condições de estacionamento para os milhares de automóveis que os artesãos e operários começavam a levar para o emprego, de repente a conversa passou a cingir-se à agonia da redução dos salários e do desemprego galopante que afligiam toda a comunidade, até então absorta na criação activa de todos os tipos de produtos desejáveis para o usofruto de milhões. (...) Vinte mil bancos locais suspenderam os pagamentos. Os meios de troca de bens e serviços foram arrasados e o colapso da Wall Street repercutiu-se igualmente em todos os lares, fossem eles modestos ou prósperos.»

(in p. 37)

domingo, 12 de fevereiro de 2012

sexta-feira, 10 de fevereiro de 2012

terça-feira, 7 de fevereiro de 2012

NYC is Giant(s)

NY Giants 21 - NE Patriots 17
Live ESPN

(noitada no domingo a ver Eli Manning fazer a bola viajar jardas como se fosse um parafuso com asas, e viver o massacre dos olhos abertos do dia seguinte)

domingo, 5 de fevereiro de 2012

Stop Me If You Think You've Heard This One Before

Ler Devagar




LX Factory
Antiga Gráfica Mirandela em Alcântara
Rua Rodrigues Faria,n. 103 - Ed. G - 0.3,
1300-501 LISBOA

quinta-feira, 2 de fevereiro de 2012

The Old Librairie

Tinha vivido em Paris.
Ninguém disse quanto tempo é viver numa cidade. Quanto tempo temos de viver para dizer viver.
Tinha vivido nas ruas e cafés, e voltado sempre à livraria que era de toda a gente. Que era de tanta gente, que até tinha vindo no filme da Julie.
Mas lá por isso não quer dizer que não pudesse ser dono dela. Ao menos em sonhos ou quando lá voltava. Porque a descobriu porque passava por ali. Sem ninguém lhe ter soprado nada, e então era dele. Porque a conheceu antes do filme, e fora do filme conhecemos melhor. Quando era gourmet. Porque não foi turismo. 
Depois do filme é quase fácil, mas quem não gosta de livros nunca podia gostar dela. E não tem salvação.
Quem não procura um refúgio, não pode esconder-se nas suas dobras e esquinas, nas páginas, e no cubículo do andar de cima, onde repousa um candeeiro e uma velha máquina de escrever - Révolution Poétique - deixada para alguém começar o seu romance. E ao lado um colchão onde no fim se pode encostar só um bocado, e depois dormir.
Era bom ela estar lá e ele cá. Assim podia sempre regressar ao recato tranquilo das linhas dela. E gostar disso para sempre.
Viver era sugar.


Shakespeare & Co.

A música do Avô - XXIX